Terça-feira, 20 de Novembro de 2012
Presumo que o Dr. Costa, mais a extraordinária câmara em que manda, viva obcecado com a novidade que segue com fúria cega, principalmente se essa novidade vier de longe e servir para mostrar o seu “cosmopolitismo” e a sua venerada e vazia ideologia. Para além da inusitada impreparação, exibida semanalmente num programa de televisão, para exercer qualquer cargo importante, o mesmo Dr. Costa, que já antes sonhava com uma cidade um dia por ano sem carros, agora, também quer uma cidade todos os dias do ano sem carros... de gente pobre.

Num país a empobrecer a olhos vistos, nada como ter um político empenhado em resolver um problema, atacando-o pela raiz, ao mesmo tempo que mostra elevada preocupação com a vida dos outros, um sinal evidente que não tem nada que fazer com a sua. No fundo, no entender do Dr. Costa, se não podes acabar com os pobres, confina-os a uma zona de onde eles não possam passar com as bugigangas que lhes atestam a sua condição, principalmente se essas bugigangas expelirem fumo preto exagerado num passeio dominical ou numa aceleração sem mudança engatada.

Com a sobranceria habitual, o Dr. Costa não resolve, como é óbvio, o problema, mas inventa uma quase original solução. Na verdade, mantendo tudo longe da vista, o Dr. Costa mantém também tudo longe do coração que, por acréscimo, baterá melhor. E se os tempos que correm estão perigosos para carros com mais de vinte anos, reconheça-se que não enviá-los directamente para a sucata, como implicitamente o Dr. Costa deseja, acaba por ser uma sorte. Vale que não viver numa cidade gerida pelo Dr. Costa, também.


publicado por Bruno Miguel Macedo às 16:57 | link do post

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




Publius Cornelius Tacitus
To ravage, to slaughter, to usurp under false titles, they call empire; and where they made a desert, they call it peace.
Outubro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


posts recentes

Os incêndios que matam pe...

A síndrome socialista

Soltar os cães

Um argumento

Regressando

Um papel

A cartilha

Prometeu

Um ou dois milagres

Uma nomeação

arquivos

Outubro 2017

Junho 2017

Março 2017

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Maio 2015

Abril 2015

Setembro 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

tags

anáfora

antonomásia

benevolentes

blanchett

bloco

cate

charme

dench

djisselbloem

eufemismo

eurogrupo

guerra

gwyneth

helen

jonathan

judi

littell

metáfora

mirren

paltrow

perífrase

porto

prosopeia

renda

sela

socialismo

twitter

ward

todas as tags

links
blogs SAPO
subscrever feeds